18.11.09

QUER ENTRAR OU SAIR DO TIME DAS COLORIDAS ?

Quando somos bem jovens, muitas vezes pintamos os cabelos por uma questão de moda, mudança de visual, por imaturidade ou mesmo por não gostarmos da cor dos nossos cabelos.
Não imaginamos que um dia teremos é quase que uma obrigação de pintá-los.

Eu sempre tive os cabelos loiros e invejava quem tinha cabelos negros.
Aos 19 anos, meti as caras e pintei de preto!Mas preto mesmo!!!
Foi um choque geral e não fiquei bem com aquela cor de cabelo!

A gente sabe estragar em casa e depois correr para ajeitar o estrago!
Foram três idas ao cabelereiro para ir fazendo mechas e clareá-los de novo.
Nunca mais consegui ter os meus cabelos loiros naturais!

Tomei um gostinho especial pelas nuances de cabelos e por todos os assuntos relacionados a cabelos!
Passei a minha vida inventando moda, tentando diversas cores, sem pensar que um dia eu teria que pintá-los não por gosto e sim por obrigação para esconder as marcas do tempo neles.

Como nós na maturidade encaramos as tintas e não fazemos segredos disso...achei interessante o que a Revista Capricho escreveu sobre cabelos tingidos e estou postando aqui para vocês.
Achei realmente bem informativo e com excelentes dicas para todas as mulheres que amam pintar os cabelos para esconder os fios brancos ou não!

10 Dúvidas Sobre Cabelos Tingidos

Quer entrar ou sair do time das coloridas?


"Daqui eu não saio,daqui ninguém me tira..."!
Jamais vou assumir os meus cabelos brancos!


1. Pintei o cabelo de preto e me arrependi. O que eu faço?

Essa cor é difícil de tirar. O ideal é que ela saia sozinha – você deixa o cabelo crescer e vai cortando as pontas. Se não tiver paciência para isso, outra solução é fazer uma decapagem, processo em que se aplica descolorante na cabeça inteira para remover os pigmentos da tinta. É rápido, porém muito agressivo, e costuma detonar o cabelo. Depois, para amenizar o estrago, só batendo ponto no salão para fazer uma hidratação profunda – sim, porque nesse caso a máscara capilar não resolve.

2. Fiz escova progressiva e agora quero ficar loira. Posso?

Pode desde que dê o intervalo de 15 dias, no mínimo, entre os procedimentos. É importante também consultar um cabeleireiro. Somente ele vai poder dizer se o seu fio aguenta receber uma nova química sem arrebentar.

3. Quem tem cabelo crespo pode fazer luzes?

Claro que sim! A diferença é que as mechas precisam ser mais largas. Caso contrário, os fios mais claros vão ficar escondidos entre os cachos.

4. É verdade que o vermelho desbota mais rápido que as outras cores?

Sim. Só para ter uma idéia, enquanto os castanhos duram, em média, 20 lavagens, os vermelhos suportam apenas 12! Por isso, se você está pensando em ficar ruiva, prepare-se para lavar a cabeça a cada dois dias e usar produtos específicos para cabelos com essa nuance.

5. Dá para passar do castanho ao loiríssimo em casa?

Nem pensar! Para clarear o cabelo, é preciso, primeiro, tirar toda a cor dele para, só então, passar o tom de loiro que você quer. Esse processo resseca os fios e, se não for bem feito, pode deixar o resultado artificial. Para evitar esses problemas, o melhor é clarear gradualmente, dando intervalo de um mês entre uma coloração e outra.

6. Qual a diferença entre a tintura permanente, a temporária e a tonalizante?

A permanente possui corantes mais intensos e, por isso, altera a cor do cabelo para sempre. Para tirar, só cortando. O legal de usar esse tipo de produto é que ele clareia até quatro tons dos fios, o que é bom para quem quer mudar radicalmente o visual. A versão temporária clareia até um tom – é para quem deseja um resultado bem próximo do natural. Como sai com as lavagens, é uma boa pedida para quem ainda não tem certeza da cor que deseja. Já o tonalizante tem pouco poder de coloração e é ideal para dar brilho e uniformizar a cor dos fios.

7. As mechas coloridas, como as rosa, estragam mais o cabelo que as tradicionais?

O problema desses tons é que eles ficam fracos e apagados – às vezes, nem pegam – se você não descolorir os fios antes com água oxigenada. Daí, a chance de o cabelo ficar quebradiço e ressecado feito palha é maior.

8. Posso ter mais de uma cor na cabeça?

Claro! Se quiser um estilo mais discreto, faça luzes dois ou três tons abaixo do seu cabelo. E, para ousar, você pode pedir para o seu cabeleireiro fazer mechas de cores fortes, como rosa, laranja, azul e violeta.

9. Existe um ponto certo da cabeça para fazer mechas coloridas?

Não, geralmente elas ficam no topo da cabeça ou na franja porque ali é que aparecem mais. Mas nada impede de você fazer no cabelo todo, misturando bem com os fios naturais ou escurecer mais as pontas ou a base, próximo à nuca.

10. Tudo bem pintar o cabelo com a água em que o papel crepom foi dissolvido?

Além de ressecar os fios, o resultado vai durar bem pouco (cerca de três lavagens). Com os tonalizantes coloridos, o efeito pode durar até oito e, com as tintas, um mês. O melhor é optar por tintas especiais (existe até uma cor de jeans).

7 comentários:

  1. Olá Sónia,
    Obrigada pelas dicas, por todas as dicas. Como mulher madura, já não posso deixar de passar por cá!.
    Bjs,
    Manuela

    ResponderExcluir
  2. Soub do time dos colridos, acho qcuidar das unhas, da pele, doscabelos é um carinho para conosco e às pessoas q nos amam e q amamos, se não consigo ser bonito pelo menos tento estar de bem comigo mesmo, adorei sua postagem, uma belezura, bjos, bjos, bjoss

    ResponderExcluir
  3. OI Sônia! Como sempre com dicas preciosas.Você é dez amiga! bjinhosss

    ResponderExcluir
  4. Voltei novamente. Esqueci de avisar que tem selinho para vocÊ no meu blog. Bjinhosss . Sem regras(rsrsrs), não gosto.

    ResponderExcluir
  5. Mulheres e a beleza. Uma guerra que não vai ter fim. E sinceramente, quem ganha é sempre o homem, que sempre vai adorar uma mulher linda.

    Penso eu que deve ser muito trabalhoso cuidar dos cabelos. Eu que tenho meu cabelo na cintura, nunca fiz nenhum tratamento especial, hoje ele é liso em cima e cacheado nas pontas, justamente porque eu não corto as pontas. Gosto do meu cabelo, mais o que eujá ouví de gente me aconselhando a aparar as pontas, fazer um colorido, alisar e tal...

    Depois dessa matéria aí é que eu não mexo mesmo. rsrs...

    Direto do Rio.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Nossa, vivi exatamente a mesma experiência aos 20 e pouco anos: loira, resolvi ficar morena...consegui ficar igual a maga patalógica das histórias em quadrinhos...rsrsrs...traumatizante.
    bjs

    ResponderExcluir

Indique o Blog!